Sua empresa está preparada para sobreviver ao Século XXI?

Em 2017, durante a Mobile Conference, após uma palestra de uma empresa de comunicação, o palestrante abriu a conferência colocando aproximadamente 50 grandes corporações na tela e perguntou: “Quais dessas empresas não sobreviverão ao século XXI?” A plateia ficou em absoluto silêncio. Ele finalizou dizendo que 20% das empresas citadas sobreviveriam ao século XXI.

Novamente este ano, em uma outra apresentação sobre Inovação, a mesma pergunta foi relançada: “Quem vocês acreditam que não sobreviverão ao século XXI? Como não acredito em coincidências, pensei em quais seriam os players mais prováveis de desaparecerem durante este milênio.

A grande resposta dessa pergunta é respondida com uma série de questionamentos: Você está preparado para a mudança? Para a mudança da sua empresa e da sua oferta de produtos? Da sua oferta de serviços? Você planeja o futuro, não apenas feito de trimestres e metas anuais? Mas um futuro para daqui a 5, 10, 15, 20 anos, onde a tecnologia, concorrentes, disruptivas, obsolescência podem e certamente irão atacar seus negócios e seu modo de fazer negócios de forma inexorável?

A melhor maneira de pensarmos nisso hoje é baseando-se em uma frase de Ssimov: “O futuro está aí, apenas você não o está percebendo”. E com isso, realizar os cenários e criar ações para antecipar esses cenários.

Como exemplo, deixo aqui uma conversa com um consultor do governo do Dubai sobre Inovação: Em 30 anos, eles querem ser totalmente independentes do petróleo. E se um dos maiores produtores de petróleo do mundo pensa em abandonar sua principal fonte de receita por algo diferente, creia, a mudança também virá para você. Para finalizar: Você está preparado para sobreviver ao milênio?

O que significa tecnologia disruptiva?

Disruptiva nada mais é que a interrupção ou quebra de um processo já consagrado, que vinha funcionando do mesmo jeito há um bom tempo. No caso da tecnologia disruptiva, ou inovação disruptiva, é o uso de tecnologias para transformar o mercado, usando-as para mudar o nosso dia a dia, criando novos produtos, serviços ou aprimorando o modo como são utilizados.

Nos últimos anos vimos novas tecnologias ganharem notoriedade e mercado, transformando completamente o dia a dia. Por exemplo, os serviços de streaming, que mudaram a forma como as pessoas assistiam TV e ouviam música. Outro bom exemplo, são os aplicativos de mobilidade urbana, que mudaram a forma como as pessoas se locomovem nas cidades

Neste ano de 2018, as tecnologias disruptivas como a Inteligência Artificial, processamento de linguagem natural e a visão por computador estão passando de ideias disruptivas a ferramentas fundamentais para os negócios, na área de tecnologia é ainda mais significativa.

É nesse momento que a tecnologia no mais puro estado da arte é aplicada para garantir avanços, melhorias em sistemas e processos e até mesmo para o surgimento de novas ferramentas.

Uma das tecnologias disruptivas que já mencionamos aqui é a Internet das Coisas, ou Internet of Things (IoT), que tem conectado pessoas e gadgets por meio da internet para facilitar atividades diárias e até mesmo para controlar os processos internos de uma empresa. A Gedap utiliza a IoT para dar mais eficiência nos processos de logística, com o Datalong16.

Outra tecnologia disruptiva que está em alguns produtos da Gedap já foi até tema de filme de Hollywood – a Inteligência Artificial (IA). O tema deixou de ser ficção científica e vem revolucionando a forma como as informações são processadas. A Inteligência Artificial é um ramo da ciência da computação que propõe a elaborar dispositivos que simulem a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas.  E isso já faz parte do dia a dia de alguns clientes da Gedap, por meio do Luminoso Analytics.

No caso do sistema de automação e organização de documentos, a Gedap possui um sistema para captura de imagens, digitalização e processamento de formulários, reconhecimento ótico de caracteres (OCR), reconhecimento inteligente de caracteres (ICR), processamento de marcas e automação do processo de captura.

Esses são apenas alguns exemplos do quanto a Gedap está trabalhando aliado ao avanço da tecnologia, oferecendo produtos com a mais alta tecnologia para todos os setores.