O controle em suas mãos!

O controle da pressão e temperatura dos pneus ajudam a sua frota a ter menos problemas com a manutenção e perda. Manter os pneus calibrados, realizar o rodízio de pneus, realizar o alinhamento e balanceamento e realizar a manutenção preventiva antes de pegar a estrada são algumas formas de aumentar a vida útil deles.

Vale lembrar que pneus estando nas condições ideais, ajuda a até mesmo a economizar combustível. Com a ajuda da nossa tecnologia você consegue monitorar em tempo real sua pressão, temperatura, evitar sua ruptura.

Monitoramento de carga: por que é importante e como contribui para a melhoria do seu negócio?

O setor de transportes está cada vez mais competitivo, que significa que existem muitos concorrentes no mercado brigando pelos mesmos clientes. Para manter sua empresa com boa vantagem competitiva há apenas um caminho: apresentar soluções que gerem valor ao serviço. 

Por conta disso, adotar o monitoramento de carga se torna importante, porque com ele você consegue acompanhar as atividades e ter controle exato do que acontece com a carga.

Qual é a importância do monitoramento de carga?

Quando abordamos este assunto, a primeira coisa que vem à cabeça de todos é o rastreamento de cargas. Porém, essa ferramenta é completamente diferente de um simples rastreador.

O monitoramento acompanha não apenas a frota, mas sim todo o processo, desde a localização da frota em tempo real e as condições de pressão, temperatura, umidade, aceleração, e impactos durante o transporte, por esse motivo, é essencial que as empresas o implementem. ​

Abaixo relacionamos alguns pontos que evidenciam a importância do monitoramento para a sua empresa:

Aumento da competitividade

Para ser competitivo no mercado é preciso gerenciar bem o tempo, de modo que as atividades sejam desempenhadas facilmente e no menor prazo possível.

O monitoramento de carga executa o papel de facilitador, deixando o dia a dia mais prático, por conta da praticidade de ter as informações de forma rápida — e onde quer que o gestor esteja — permitindo o monitoramento por meio do celular, tablet ou computador.

Maior controle e organização

Para que o resultado da empresa seja o melhor possível, os gestores precisam ter total controle das operações e que elas estejam organizadas.

Quando se tem o total controle, as situações emergenciais diminuem, visto que as informações são rápidas.

Auxílio na tomada de decisões

Com o monitoramento de carga, os gestores tem na mão diversos tipos de informação, não apenas a localização em tempo real do veículo. Entre elas, podemos destacar: as condições da carga: temperatura, pressão, aceleração, impactos sobre o produto. 

Com todas essas informações, os gestores têm dados precisos que auxiliam no planejamento e na tomada de decisões da empresa.
Gostou deste conteúdo? Está pensando em implementar um sistema de monitoramento de cargas na sua empresa? Então peça uma demonstração gratuita do Software de Monitoramento de Cargas da GED & AP e descubra como aumentar o potencial competitivo da sua empresa!

Desafios da Logística

A logística é um dos setores que mais vem crescendo com força e ganhando espaço no Brasil nos últimos anos. E por conta disso, as empresas de logística vem enfrentando alguns desafios, que são:

  1. Transporte rodoviário

Segundo dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística , o uso da malha viária é muito superior a qualquer outro meio, pois nunca tivemos um grande investimento em ferrovias e hidrovias pelo país.

Por conta disso , mais de 60% do transporte de cargas do Brasil fica concentrado nas rodovias, segundo a Confederação Nacional do Transporte (CNT). Isso resulta em deficiência nos processos de entrega de mercadorias, devido ao excesso de veículos nas vias, que acaba provocando congestionamentos.

Além disso, temos outro grande problema, que é a qualidade das rodovias, que apresentam muitos trechos com buracos e defeitos. Esses e outros fatores, em conjunto, geram atrasos nos processos de entrega de produtos e aumento no custo de seu transporte.

2. Falta de qualidade dos portos

Os portos brasileiros também entram na lista dos desafios da logística brasileira, por conta dos seus altos custos para quem pretende exportar como importar itens.

Exemplo disso é que em Santos, maior porto do país, os navios precisam permanecer muitos dias para serem carregados, pois não há espaço suficiente para que todos possam atracar.

3. Constante mudança no preço dos combustíveis

Os constantes reajustes nos preços dos combustíveis impactam muito nos custos logísticos.

4 . Custo do transporte aéreo

Mesmo o país tendo uma facilidade para trabalhar com o transporte aéreo, ele é pouco utilizado para o traslado de cargas.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), menos de 20% da capacidade das aeronaves é utilizada para a logística de mercadorias. A estimativa é que o uso do modal cresça apenas 58% até o final deste ano.

Isso ocorre devido ao alto custo deste meio de transporte. Essa opção é usada apenas para produtos com alto valor agregado ou extremamente perecíveis.

5. Falha na gestão de informações

Por fim, mas não menos importante, é que muitas empresas ainda sofrem para administrar todas as informações logísticas e também para monitorar a sua carga.

Diante disso, é imprescindível que a companhia invista em tecnologia. Existem muitos softwares e ferramentas que contribuem para monitorar as entregas de produtos, entre outras situações que demandam a atenção de empresários.

A tecnologia permite aprimorar os processos logísticos, compartilhar dados com parceiros e qualificar as informações. Isso garante a credibilidade das operações e a transparência dos processos.

Gostou da matéria? Para continuar sempre por dentro das novidades e crescer cada vez mais com sua empresa, siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook , Linkedin e Instagram) para acompanhar todo o nosso conteúdo!

Guia básico do monitoramento de cargas!

A importância do monitoramento de cargas é bem reconhecida pela grande maioria das empresas brasileiras, independentemente do seu segmento.

Para que você possa esclarecer todas as suas dúvidas sobre monitoramento de cargas, preparamos este artigo especial.

Trata-se de um guia básico, que reunimos algumas informações importantes sobre esse processo que está diretamente ligado ao sucesso no transporte de cargas.

Boa leitura!

1. O que é monitoramento de cargas

O monitoramento de cargas é o processo logístico que possibilita o acompanhamento em tempo real da situação da carga, do veículo que a transporta, desde o momento do carregamento até a entrega no destino final.

Assim, o monitoramento de cargas permite a coleta e análise de informações sobre a rota seguida pelo veículo, prevendo potenciais riscos e perdas da carga durante o processo de transporte.

2. Conheça o Datalong16, dispositivo que possibilita o monitoramento de cargas

A Datalong16 é uma empresa especializada em internet das coisas e monitoramento, eles desenvolveram um dispositivo de monitoramento de cargas, que é capaz de verificar a localização da frota e controlar as condições da carga.

Com esse sistema de monitoramento é possível ter controle exato sobre a localização geográfica da carga transportada e se algo acontecer com a carga durante o processo de transporte você é rapidamente avisado e consegue tomar as ações necessárias.

Essa tecnologia é indicada para controlar o ciclo frio, congelados, produtos químicos, remédios, vacinas e órgãos nos quais essas condições são determinantes para manter a qualidade do mesmo. Esse dispositivo pode ser usado não apenas durante o transporte, mas em todo o ciclo de vida dos produtos, podendo ser colocado nas câmaras frias, nos veículos de transportes, nas gôndolas, reduzindo perdas e aumentando o controle.

Por conta do uso de tecnologias similares, muitos gestores costumam comparar o monitoramento de cargas com o rastreamento, o que é um total equívoco.

3. Entenda a diferença entre rastreamento e monitoramento de cargas

O rastreamento de cargas é uma tecnologia muito mais simples, que faz parte do conjunto de ações de acompanhamento em tempo real de uma carga, desde o ponto de partida até o momento da entrega.

O rastreamento é o processo de sinalização desenvolvido para localizar uma carga, utilizado nas situações de desaparecimento ou roubo, utilizando, sinais de radiofrequência para localização.

Já com o sistema de monitoramento de cargas você não apenas verifica a localização da carga, mas também controla as condições de: temperatura, pressão, aceleração, impactos sobre o produto. O dispositivo Datalong16 da GED  & AP Tecnologia, é capaz de fornecer alertas para informar gestores, motoristas e responsáveis pela carga ou pátio sobre as condições de armazenamento. Em tempo real você pode ter informações sobre todas as condições de armazenamento em seu pátio, suas gôndolas, caminhões, armazéns e outros meios e locais de armazenamento.

4. Quais são os benefícios do uso de monitoramento de cargas 

Os principais benefícios que podemos abordar são:

– Acompanhamento de ocorrências com a carga em tempo real;

– Possibilidade de alterar a rota com a carga já em movimento, para evitar atrasos e perdas;

– Prevenção de roubos e de acidentes e a melhoria da comunicação entre gestores e motoristas.

5. Entenda o impacto positivo da tecnologia no monitoramento de cargas

Conforme já abordamos ao longo desse artigo, a implementação da tecnologia no monitoramento de cargas ainda é um desafio para algumas empresas.

Por outro lado, o uso dessa tecnologia está otimizando todas ações relacionadas ao acompanhamento de todas as etapas do transporte de cargas, desde o local de origem até a chegada ao destino final.

E chegamos ao fim do nosso guia básico do monitoramento de cargas! Com esse nosso nosso artigo, você aprendeu um pouco sobre o que é monitoramento de cargas e quais são os desafios e os benefícios desse processo para a as empresas de logística.

Quer saber mais sobre monitoramento de cargas e como o nosso dispositivo pode ajudar na melhoria do transporte? Fale conosco. 

A logística não está só nos transportes

Um dos custos escondidos dos transportes está  no uso de combustíveis e pneus. Quanto mais se consome de ambos mais caro fico o transporte rodoviário e mais ineficiente se transforma toda a cadeia logística.

As empresas de transportes brasileiras, em virtude da má conservação da malha rodoviária brasileira e dos constantes aumentos do diesel têm visto seus custos aumentarem de forma assustadora. Então podemos sugerir algumas estratégias de forma a reduzir esses custos.

A primeira está no uso da tecnologia de RFID nos pneus dos caminhões. Com ele é possível acompanhar de forma mais precisa o uso e o tempo de vida dos pneus. É possível utilizar essa etiqueta de RFID associada a portais de leitura automática de forma a acompanhar a entrada e saída desses insumos do estoque e sua utilização nos veículos.  Depois é possível acompanhar cada viagem que eles fazem ao passarem pelos portais de entrada e saída dos estabelecimentos. Com isso é possível saber seu ciclo de vida, seu armazenamento e se estão sendo movimentados sem o conhecimento das empresas. 

Outra solução que pode ser utilizada é um sensor de temperatura e pressão dos pneus. Esse dispositivo pode acompanhar a temperatura e pressão dos pneus informando ao motorista  a necessidade de encher ou esvaziar os pneus durante o trajeto. Isso permite que os veículos não trafeguem em condições diferentes das necessárias para a economia de pneus e combustíveis.

O uso combinado dessas tecnologias pode reduzir os custos de transporte, gerar economia para as transportadoras e consequentemente reduzir os custos gerais de transportes.

Automatizando Processos além das Fronteiras da Empresa

É muito comum hoje a participação de parceiros de negócios, fornecedores, clientes e outras pessoas que possam participar dos processos de negócios. As empresas deixaram de ser estanques e a comunicação entre os diferentes pares é cada vez mais necessária. Sejam nos processos de compra, na implantação de projetos e nos mais diferentes casos onde prestadores de serviços estão relacionados aos processos de negócios da empresa.

Mas quais são os pré-requisitos para podermos programar Fluxos de Trabalho fora de fronteiras das empresas. O primeiro e possuir documentos eletrônicos. Sem esses documentos digitalizados e associados aos processos de trabalho o processo fica por demais interrompidos. Pois os participantes desses fluxos precisam consultar documentos fora do processo e voltar ao processo para dar prosseguimento.  E esses documentos precisam estar disponíveis para consulta não apenas dentro do sistema de gestão documental mas também como link externos que possam ser consultados com facilidade por usuários externos.

A segunda questão é mapear os diferentes usuários internos e externos que precisam ser incluídos no s fluxos. Essa é uma tarefa que não passa apenas por identificar os diferentes usuários que já fazem parte desse processo, mas também identificar os atores que ainda não estão contemplados até o momento. Isso porque alguns desses atores são necessários ao processo mas não estão ligado ao dia a dia desses processos.

Por fim utilizar uma ferramenta que possa integrar usuários internos e externos de forma transparente, criando permissões de acessos, controle, controle de uso e de envio e recebimento, controle de aprovação e controle do ciclo de vida de todo o processo.  

Para finalizar, quais são os benefícios que as empresas podem tirar de processos de fluxos de trabalho extra corporação. Um maior controle sobre os processos e prazos, uma redução de custos de circulação de documentos, um processo mais eficiente de produção e maior facilidade no trato dos documentos e processos.

Ferramentas de logística para otimizar os processos da sua empresa

O setor de logística é um dos mais importantes em qualquer empresa. É fundamental garantir que o consumidor fique satisfeito com o processo de compra. Para que funcione bem, o departamento deve ter profissionais e ferramentas de logística que permitam administrar e controlar as operações e as rotinas da frota.

A maioria dessas ferramentas de logística atuais tem influência da tecnologia, já que ela é uma das grandes aliadas das empresas, principalmente na otimização de processos, elas permitem organizar, otimizar e aproveitar as informações dos mais diversos setores de forma a tornar a logística mais aprimorada. Confira, a seguir, as principais ferramentas que indicamos:

Enterprise Resource Planning (ERP):

O sistema ERP é o responsável por integrar as informações dos vários setores da companhia, esses dados ajudam nas tomadas de decisão, tornando-as mais estratégicas.

Customer Relationship Management (CRM):

Na estrutura de processos logísticos, a satisfação do cliente deve ser prioridade, já que é essencial para o sucesso da empresa. É nessa questão que uma ferramenta de CRM pode ajudar, ela coleta e armazena dados sobre as interações entre a empresa e o consumidor.

Controle de processos:

O grande volume de dados produzido pela logística diariamente é impossível de ser administrado manualmente. Para fazer o acompanhamento dessas dados e ter o controle das informações, vale a pena ter uma solução de Business Intelligence (BI).

Gestão de Carga:

Monitorar o processo de entrega mudou completamente a logística, pois garante comodidade, segurança e confiabilidade para todos os envolvidos no processo. Isso acontece graças aos recursos usados para monitorar a carga durante todo o percurso e oferecer diversas informações em tempo real, como temperatura, pressão, umidade, ou ainda, identificar algum dano que possa comprometer a qualidade do produto. Com esse acompanhamento, é possível identificar ocorrências e encontrar soluções mais assertivas em menos tempo. Uma dessas soluções que tem ajudado nesse processo é o Datalong16, indicada para controlar o ciclo frio, congelados, produtos químicos, remédios, vacinas e órgãos, onde quer que as condições de temperatura sejam determinantes para manter a qualidade do produto. Esse dispositivo pode ser usado não apenas durante o transporte, mas em todo o ciclo de vida dos produtos, sendo colocado nas câmeras frias, nos veículos de transportes, nas gôndolas de produtos, reduzindo perdas e aumentando o controle.

Gestão de estoque:

A logística está diretamente relacionada ao estoque e seu armazenamento. Por isso, os softwares de gestão de estoque são fundamentais para que as empresas tenham informações precisas sobre a real situação dos itens disponíveis no depósito.

Concluindo, as ferramentas de logística são essenciais para um bom desempenho de qualquer empresa nesse segmento. Isso porque, cada vez mais, a otimização de processos tem se tornado realidade e se tornado como diferencial.

Já está preparado para usar essas soluções e ajudar a logística da sua empresa a se destacar ainda mais? Se precisa de mais informações, fale conosco através do formulário de contato. E se puder compartilhe essa matéria nas suas redes sociais para que mais pessoas conheçam essas ferramentas.