A logística não está só nos transportes

Um dos custos escondidos dos transportes está  no uso de combustíveis e pneus. Quanto mais se consome de ambos mais caro fico o transporte rodoviário e mais ineficiente se transforma toda a cadeia logística.

As empresas de transportes brasileiras, em virtude da má conservação da malha rodoviária brasileira e dos constantes aumentos do diesel têm visto seus custos aumentarem de forma assustadora. Então podemos sugerir algumas estratégias de forma a reduzir esses custos.

A primeira está no uso da tecnologia de RFID nos pneus dos caminhões. Com ele é possível acompanhar de forma mais precisa o uso e o tempo de vida dos pneus. É possível utilizar essa etiqueta de RFID associada a portais de leitura automática de forma a acompanhar a entrada e saída desses insumos do estoque e sua utilização nos veículos.  Depois é possível acompanhar cada viagem que eles fazem ao passarem pelos portais de entrada e saída dos estabelecimentos. Com isso é possível saber seu ciclo de vida, seu armazenamento e se estão sendo movimentados sem o conhecimento das empresas. 

Outra solução que pode ser utilizada é um sensor de temperatura e pressão dos pneus. Esse dispositivo pode acompanhar a temperatura e pressão dos pneus informando ao motorista  a necessidade de encher ou esvaziar os pneus durante o trajeto. Isso permite que os veículos não trafeguem em condições diferentes das necessárias para a economia de pneus e combustíveis.

O uso combinado dessas tecnologias pode reduzir os custos de transporte, gerar economia para as transportadoras e consequentemente reduzir os custos gerais de transportes.

Automatizando Processos além das Fronteiras da Empresa

É muito comum hoje a participação de parceiros de negócios, fornecedores, clientes e outras pessoas que possam participar dos processos de negócios. As empresas deixaram de ser estanques e a comunicação entre os diferentes pares é cada vez mais necessária. Sejam nos processos de compra, na implantação de projetos e nos mais diferentes casos onde prestadores de serviços estão relacionados aos processos de negócios da empresa.

Mas quais são os pré-requisitos para podermos programar Fluxos de Trabalho fora de fronteiras das empresas. O primeiro e possuir documentos eletrônicos. Sem esses documentos digitalizados e associados aos processos de trabalho o processo fica por demais interrompidos. Pois os participantes desses fluxos precisam consultar documentos fora do processo e voltar ao processo para dar prosseguimento.  E esses documentos precisam estar disponíveis para consulta não apenas dentro do sistema de gestão documental mas também como link externos que possam ser consultados com facilidade por usuários externos.

A segunda questão é mapear os diferentes usuários internos e externos que precisam ser incluídos no s fluxos. Essa é uma tarefa que não passa apenas por identificar os diferentes usuários que já fazem parte desse processo, mas também identificar os atores que ainda não estão contemplados até o momento. Isso porque alguns desses atores são necessários ao processo mas não estão ligado ao dia a dia desses processos.

Por fim utilizar uma ferramenta que possa integrar usuários internos e externos de forma transparente, criando permissões de acessos, controle, controle de uso e de envio e recebimento, controle de aprovação e controle do ciclo de vida de todo o processo.  

Para finalizar, quais são os benefícios que as empresas podem tirar de processos de fluxos de trabalho extra corporação. Um maior controle sobre os processos e prazos, uma redução de custos de circulação de documentos, um processo mais eficiente de produção e maior facilidade no trato dos documentos e processos.

Ferramentas de logística para otimizar os processos da sua empresa

O setor de logística é um dos mais importantes em qualquer empresa. É fundamental garantir que o consumidor fique satisfeito com o processo de compra. Para que funcione bem, o departamento deve ter profissionais e ferramentas de logística que permitam administrar e controlar as operações e as rotinas da frota.

A maioria dessas ferramentas de logística atuais tem influência da tecnologia, já que ela é uma das grandes aliadas das empresas, principalmente na otimização de processos, elas permitem organizar, otimizar e aproveitar as informações dos mais diversos setores de forma a tornar a logística mais aprimorada. Confira, a seguir, as principais ferramentas que indicamos:

Enterprise Resource Planning (ERP):

O sistema ERP é o responsável por integrar as informações dos vários setores da companhia, esses dados ajudam nas tomadas de decisão, tornando-as mais estratégicas.

Customer Relationship Management (CRM):

Na estrutura de processos logísticos, a satisfação do cliente deve ser prioridade, já que é essencial para o sucesso da empresa. É nessa questão que uma ferramenta de CRM pode ajudar, ela coleta e armazena dados sobre as interações entre a empresa e o consumidor.

Controle de processos:

O grande volume de dados produzido pela logística diariamente é impossível de ser administrado manualmente. Para fazer o acompanhamento dessas dados e ter o controle das informações, vale a pena ter uma solução de Business Intelligence (BI).

Gestão de Carga:

Monitorar o processo de entrega mudou completamente a logística, pois garante comodidade, segurança e confiabilidade para todos os envolvidos no processo. Isso acontece graças aos recursos usados para monitorar a carga durante todo o percurso e oferecer diversas informações em tempo real, como temperatura, pressão, umidade, ou ainda, identificar algum dano que possa comprometer a qualidade do produto. Com esse acompanhamento, é possível identificar ocorrências e encontrar soluções mais assertivas em menos tempo. Uma dessas soluções que tem ajudado nesse processo é o Datalong16, indicada para controlar o ciclo frio, congelados, produtos químicos, remédios, vacinas e órgãos, onde quer que as condições de temperatura sejam determinantes para manter a qualidade do produto. Esse dispositivo pode ser usado não apenas durante o transporte, mas em todo o ciclo de vida dos produtos, sendo colocado nas câmeras frias, nos veículos de transportes, nas gôndolas de produtos, reduzindo perdas e aumentando o controle.

Gestão de estoque:

A logística está diretamente relacionada ao estoque e seu armazenamento. Por isso, os softwares de gestão de estoque são fundamentais para que as empresas tenham informações precisas sobre a real situação dos itens disponíveis no depósito.

Concluindo, as ferramentas de logística são essenciais para um bom desempenho de qualquer empresa nesse segmento. Isso porque, cada vez mais, a otimização de processos tem se tornado realidade e se tornado como diferencial.

Já está preparado para usar essas soluções e ajudar a logística da sua empresa a se destacar ainda mais? Se precisa de mais informações, fale conosco através do formulário de contato. E se puder compartilhe essa matéria nas suas redes sociais para que mais pessoas conheçam essas ferramentas.